DOCES DIVAGAÇÕES

Pensamentos voam e, de repente, pousam aqui.

Sonhos: planos a realizar

Quando somos crianças não temos a noção exata das coisas. A começar pelas proporções de tamanho, de comprimento, de altura e, principalmente, de valores. Recebemos informações a partir dos nossos pais, de familiares, de padrinhos e de amigos próximos. Em segundo plano (mas no mesmo patamar de relevância), por meio dos centros de educação tradicionais, sejam eles públicos ou privados. Em terceiro plano, das instituições religiosas, caso sejamos expostos a elas. Esse é o movimento padrão.

E nesse processo de crescimento e amadurecimento somos apresentados a incríveis e diferentes universos. Destaco a importância dos desenhos, passando por seriados e filmes, por meio dos quais somos introduzidos a muitas culturas e mundos distantes, tão diversificados e em alguns momentos tão antagônicos, mas que fomentam em nossas mentes o desejo de vivenciar cada ato ou fato que nos chama a atenção.

Criamos sonhos.
Criamos vontades.
Criamos esperanças.

Observando atentamente as situações às quais somos expostos ao longo de nossa jornada, criamos uma espécie de moleskine, cujo conteúdo é preenchido pouco a pouco. E tal artefato é muito mais do que um mero diário. Ele representa a base que nos norteará por toda a vida; concentra as informações de cunho íntimo, nossos anseios mais profundos e obstinados. De certo modo, expressa o cerne de nossas almas quanto àquilo que queremos e buscamos para nossas vidas.

Criamos capítulos. Folhas e mais folhas são preenchidas em cada fase de nossas vidas, de forma segregada e automática. Os controles internos são suficientemente robustos para garantir que nada escape aos nossos anseios, quais sejam, atingi-los. E assim haverá aqueles que se destacam em determinada área da vida. Outros, terão relevância em outras disciplinas. O importante é que tudo ficará registrado em nosso moleskine interno, com cada vontade a ser realizada. As folhas poderão conter listas, longos textos, imagens ou mesmo sons. Depende de como cada um registrará as situações às quais foi exposto.

É difícil exemplificar porque cada indivíduo possui vivências que resultam em inúmeros sonhos. Os mais comumente abordados pelas grandes mídias apontam para uma bem sucedida carreira profissional, fama e poder, viagens internacionais e até mesmo encontrar um grande amor. Quem nunca ouviu uma criança dizer que seu sonho era ser dançarina na companhia de ballet russa, o Bolshoi? Ou ser astronauta na NASA? Ou conhecer a Disney, o Taj Mahal e as pirâmides do Egito? Ou viajar o mundo inteiro de barco? Ou criar uma empresa e mudar o planeta? São inúmeras opções, algumas já trilhadas por diversas pessoas e algumas pouco exploradas e difundidas.

Infelizmente, com o passar do tempo somos bombardeados por bloqueadores, impeditivos, embaraços e muitas outras ações que vão de encontro às nossas vontades. São verdadeiros dementadores, ou seja, personificações da depressão, criaturas estas criadas pela escritora J.K. Rowling. Devemos ficar atentos, porque isso não é algo que acontece somente com uma ou outra pessoa – isso pode acontecer com todos, desde as menores faixas etárias, quer seja pela aplicação do bullying, quer seja por sentimentos de inveja, antipatia, desprezo ou ódio. É como uma árvore que sofre com os efeitos tóxicos da chuva ácida, provocando lixiviação de nutrientes e causando deficiência generalizada.

Mas como perceber que estamos sendo influenciados por tais fenômenos? O primeiro sintoma é a não concretização de todos os nossos sonhos. É natural que tenhamos desde os anseios mais simples aos mais complexos. Logo, se nem os mais simples foram obtidos é óbvia a existência de uma barreira que está nos impedindo de seguir adiante. Quanto aos sonhos que carecem de uma série de fatores para sua obtenção, parece-me justo tratá-los em etapas, pouco a pouco.

Faça uma análise integral de sua vida – e não se furte a procurar ajuda profissional para isso, caso necessite, como psicólogos, médicos e outros. Pense. Observe. Escreva. Seja confiante e liste tudo aquilo que almeja. O medo deve ser deixado de escanteio: jogue-se com vontade e permita-se sonhar. Muito mais que isso, você trilhará o caminho que definirá seu futuro e, certamente, a concretização de tudo o que está construindo agora. Com a devida calma, faça o que precisar para alcançar e realizar seus sonhos.

realizações

Você estará no controle.
Faça do tempo seu aliado.

Assim que você estiver com tudo organizado, os frutos começarão a aparecer e você colherá os resultados. Você verá aquilo que você definiu como metas e objetivos devidamente realizados. Suas esperanças não serão meras crenças de um tempo em que você não tinha certeza se chegaria. Seus sonhos não serão poucos e não serão únicos. Cada sonho realizado será a certeza de que muitos outros também podem ser, basta acreditar em si e seguir em frente, respeitando a si mesmo, o próximo e o mundo em que vivemos.

Imagens obtidas no Shutterstock e Academic Centre 4 Excellence.
Anúncios

Um comentário em “Sonhos: planos a realizar

  1. certobiscoito
    19/09/15

    tenho a sensação que a dificuldade está no primeiro sonho, depois que conseguimos tudo fica mais fácil, parece que o caminho das pedras já foi percorrido, o medo vai embora e experiencia positiva incentiva a novos desafios

Comente agora mesmo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 18/09/15 por em Bem-Estar, Reflexão e marcado , , , , , , , , , , .
%d blogueiros gostam disto: