DOCES DIVAGAÇÕES

Pensamentos voam e, de repente, pousam aqui.

Reencontro

Parecia um dia comum, como outro qualquer
Com as mesmas correrias e as atribulações
Atento e desperto, coloquei-me a caminhar
Céu claro, nuvens esparsas, nada de estranho

De repente, parei

Seu vulto chamou minha atenção
As pessoas estavam ao seu redor
Fiquei apreensivo, não tinha identificação
Quem era você, precisava ver melhor

Então, estremeci

Reconheci-lhe à primeira vista
O foco foi formado e meu sangue ferveu
Nessa situação, tinha que ser otimista
Endireitei-me e você percebeu

Atordoado, respirei

Permaneci firme, resiliente
Dei o primeiro passo, rumo ao seu encontro
Sua aproximação foi imediata, refulgente
Envolvi-me e fiquei completamente absorto

Contato feito, acalmei-me

Não podia acreditar, era mais do que antes
Você estava ao meu lado, finalmente
Seu perfume se destacava dos demais
Sua respiração era claramente ofegante

Movimentamo-nos

Não havia palavras, exceto pelos sons
O mundo havia se transformado
Nossos corpos vibrando nos mesmos tons
Estava completamente desorientado

Novamente, parei

Levantei-me, pois já devia saber
Que algo assim só acontece uma vez
No entanto sua expressão queria dizer
Volte e esqueça a estupidez

ReencontroImagem retirada do site: http://iyerskadhai.wordpress.com

Anúncios

Comente agora mesmo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 28/05/13 por em Reflexão e marcado , , , .
%d blogueiros gostam disto: