DOCES DIVAGAÇÕES

Pensamentos voam e, de repente, pousam aqui.

Os 12 Mandamentos Contra o Estresse

Recentemente tive conhecimento do texto abaixo, pois estava na parede de uma oficina de carros, em meio a um mural de mulheres seminuas e muito sensuais. Os mandamentos, naquele lugar, pareciam distantes e desconexos, especialmente quando clientes ávidos por atendimento e pela resolução dos seus problemas caminhavam, ansiosamente, de um lado para o outro, observando cada movimento do mecânico, como se isso pudesse ajudar de alguma forma.

Pois bem, li os itens e tratei de pesquisar um pouco mais pela internet, quando constatei que a redação é antiga e vaga há um bom tempo no meio cibernético. Contudo, são informações interessantes e atemporais, aplicáveis a qualquer indivíduo em qualquer momento de sua vida. Às vezes pode parecer óbvio, mas justamente quando se está cego é que o evidente faz-se necessário.

I – Os desejos são ilimitados, o seu tempo não. Defina metas, prioridades da sua vida. Faça periodicamente uma revisão de seus objetivos.

II – Você é responsável e senhor da própria qualidade de vida. Defenda seus direitos. Aprenda a ser eficaz e a ter ritmo: trabalho / lazer / alimentação / jejum / ação / repouso / inspiração / expiração. A qualidade de vida é uma planta que necessita ser regada sempre.

III – Você é um só. Você só tem um coração. Portanto, faça uma coisa de cada vez. Tenha atividades e relações relaxantes, que não tragam a necessidade contínua de competir ou correr atrás o tempo todo.

IV – Cuide do seu corpo. Escolha alimentos saudáveis, evitando agressões do tipo fumo, droga, excesso de bebida e comida. Reduza a ingestão de café. Beba oito copos de água, no mínimo, por dia. Mantenha seus intestinos bem funcionantes. Faça atividades físicas, no mínimo três vezes por semana, compatíveis com seu temperamento e condições físicas. Mantenha seu peso corporal em um nível satisfatório para você. Ponha os pés descalços na terra por um mínimo de 20 minutos, em um lugar de muito verde, uma vez por semana, para descarregar. Faça um check-up anualmente. Tenha um médico de confiança.

V – Cuide de sua mente. Seja seletivo com o que lê e vê. Reduza o hábito de assistir televisão. Exercite sua criatividade com música e artes em geral. Faça coisas que nunca fez, indo a lugares que nunca foi. Quebre rotinas e experimente o novo.

VI – Que a sua casa seja um lar. Um lugar acolhedor que o receba ao final de um dia cansativo, oferecendo-lhe conforto, calor à sua alma, repouso e amorosidade. Que seja um ninho para refazer as suas forças. Cuidado: não gaste todas as suas energias para ter uma casa e todos os bens de consumo do mundo moderno. Pode não lhe sobrar nem um minuto para usufruí-la. Tornar uma casa um lar é um aprendizado contra o stress.

VII – Descubra quem é você. Qual é seu temperamento, quais são suas crenças? Seja coerente com elas. Defenda seu bem-estar. Cultive um respeito saudável por sua individualidade e privacidade.

VIII – Não seja onipotente. Aprenda com os outros, procure ajuda necessária com amigos, médicos, terapeutas. Ouça e veja, para depois identificar quem são os aliados necessários e aqueles que deve evitar. Não avalie pessoas e situações com preconceito. Às vezes, a resposta de uma situação difícil e estressante está numa atitude ou pensamento inédito.

IX – Conheça e respeite o outro. Ouça com atenção, buscando compreender o que o outro quer dizer. Ao verbalizar, certifique-se de estar sendo claro e compreensivo com o outro. O outro não é melhor nem pior que você. Ele é diferente, o que torna necessário o esforço de entendimento de ambos os pontos de vista. Aceitar e usufruir as diferenças é sabedoria.

X – Amor, intimidade e sexualidade. Relações compulsivas, superficiais, narcisistas são como fast-food: costumam ser atraentes, mas não são nutritivas e podem custar muito caro a médio prazo. Cuide para desenvolver intimidade com pessoas com as quais sinta afinidade. Cultive a espontaneidade, sinceridade, amizade, alegria e prazer nas trocas afetivas. Deixe o sentimento fluir: “O amor faz bem ao coração”.

XI – Centre-se e equilibre-se. Todos os dias encontre em tempo para esvaziar-se e estar consigo mesmo (pelo menos um banho prolongado e tranqüilo). Use técnicas auxiliares como meditação, respiração e massagens para relaxamento. Não seja escravo nem de si mesmo. Tenha férias! Contra o estresse, o período mínimo de férias é de 21 dias consecutivos. Tenha férias compatíveis com suas condições físicas, psíquicas e financeiras. Lembre-se: programas com muitos estímulos são prazerosos para quem está vitalizado. Não leve em sua bagagem de férias seu chefe, sua firma, companhias desgastantes, seu computador e outras malas sem alça.

XII – Tenha fé. Uma situação, qualquer que seja, nunca é apenas boa ou ruim. Haverá sempre custos e benefícios. Quanto mais luz, mais sombra. Nunca se esqueça de que tudo é temporário. É muito importante preservar-se para a próxima etapa. Você é único, o que te faz valioso. Confie em você mesmo e na ajuda cósmica.

Anúncios

Comente agora mesmo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 17/12/12 por em Reflexão, Vapt-Vupt e marcado , , , , .
%d blogueiros gostam disto: