DOCES DIVAGAÇÕES

Pensamentos voam e, de repente, pousam aqui.

Miopia ludibriosa

Se você usa óculos provavelmente entenderá mais facilmente o assunto que tratarei hoje. Caso contrário, tenho plena certeza de que já tenha passado por semelhante situação em sua vida. Primeiramente, trago os conceitos do que é a miopia: é o distúrbio visual que acarreta uma focalização da imagem antes desta chegar à retina. O olho míope apresenta uma curvatura corneana acentuada ou comprimento do olho além do normal. Uma pessoa míope consegue ver objetos próximos com nitidez, mas os distantes são visualizados como se estivessem embaçados (desfocados).

A hereditariedade é o um dos maiores fatores que mais influenciam no aparecimento da miopia, e tende a aumentar durante a fase de crescimento até, aproximadamente, os 19 anos. Hábitos como a leitura, utilizar a visão com pouca luz, ou até mesmo deficiências de nutrição não têm qualquer efeito sobre a miopia.

Os sintomas mais evidentes da miopia são: visão embaçada mais à distância, dificuldade para identificar objetos afastados, assistir a filmes, dirigir automóveis, entre outros. A capacidade visual parece melhorar fechando um pouco os olhos, mas a miopia não corrigida devidamente pode provocar dores de cabeça, lacrimejamento ou tensão ocular. A miopia pode ser corrigida com o uso de óculos, lentes de contato ou cirurgia refrativa se houver indicação de um oftalmologista.

Certo, tudo explicado. Mas eu quero tratar de outro tipo de distúrbio visual. Chama-se miopia ludibriosa (na falta de um termo técnico) cujo efeito é enganar o indivíduo acerca de uma imagem relativamente próxima, mas, quando na verdade, a coisa é bem pior do que parece. Imagine que você está em uma esquina, esperando o semáforo permitir sua passagem pela faixa de pedestres quando, do outro lado, você avista uma pessoa aparentemente muito bonita e atraente. Eis que a luz indicativa de passagem fica verde e você inicia a travessia. Ao cruzar lado a lado com a pessoa em questão você percebe que foi enganado, tamanha falta de beleza.

Não entrarei no mérito dos padrões de aceitação de cada um, pois não vem ao caso. Você se vê numa situação constrangedora (ainda que somente para você): quem parecia ser o(a) novo(a) dono(a) do seu coração é apenas mais um pedestre andando por aí em sua rotina diária. Em qualquer lugar você pode ser a próxima vítima. Situações pouco favoráveis de iluminação (excesso e falta) podem prejudicar sua visão e, consequentemente, seu julgamento sobre o objeto visualizado.

Assim, tanto aqueles que usam óculos para corrigir distúrbios visuais quanto aqueles que nunca precisaram deles podem ter sofrido da miopia ludibriosa, enganando seus olhos, sua mente e até mesmo seu coração. Exagero? Talvez. Mas quem nunca passou por situação semelhante deixe aqui seu depoimento. O importante é não ficar preocupado, afinal, na próxima rua você pode ser pego de surpresa novamente.

Anúncios

Comente agora mesmo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 02/03/12 por em Humor e marcado , , , , .
%d blogueiros gostam disto: