DOCES DIVAGAÇÕES

Pensamentos voam e, de repente, pousam aqui.

Maravilhas digitais para suas fotos

Janeiro está prestes a acabar e, juntamente com ele, suas férias. E você aproveitou este momento para reunir a família e fazer uma viagem espetacular, provavelmente para um local diferente das últimas férias. Tudo transcorreu bem na viagem, ninguém ficou doente, tampouco acidentado. Você aproveita que ainda tem mais uma semana de descanso até que tenha de voltar a trabalhar e se depara com a seguinte situação: pega a máquina fotográfica (digital, obviamente) e descobre que possui mais de 2 mil fotos gravadas.

Mas claro que não foram fotos quaisquer, pois estão ali registrados os incríveis momentos passados com a família, além das mais belas imagens de paisagens, edifícios, praças e de outros pontos turísticos. O que geralmente acontece nesse momento? Você simplesmente conecta a câmera ao computador, transfere as fotos para uma pasta “Fotos Férias – 2012” e as deixa lá, tornando-as mais dados acumulados no disco rígido; que, por sinal, guarda também as férias de 2011, 2010 e assim por diante.

Saiba que você pode – e deve – mudar essa situação! Um dos meios mais práticos para compartilhar suas imagens é transferindo-as para a Internet. E para isso há diversos serviços, como os álbuns do Facebook, Orkut e Google Plus. Além deles, há sítios mais apropriados para o compartilhamento de álbuns, como o flickr e o Picasa, de propriedade do Yahoo! e Google, respectivamente; sendo estes os mais conhecidos.

As redes sociais são totalmente gratuitas, porém, nos serviços de armazenamento e compartilhamento de fotos pode haver cobrança de valores. Explico: o flickr permite o envio de quantas fotos quiser, mas somente as 200 mais recentes serão exibidas. Além disso, há limitação para envio de fotos e vídeos (2) para até 300 MB por mês. Você pode obter uma conta pro, pagando R$ 45,90 por ano, com envio ilimitado de fotos e armazenamento também ilimitado.

Já para o Picasa, você compartilha do seu espaço já existente na sua conta do GMail, ou seja, os 7,6 GB iniciais de uma conta recém criada. Não há limites para envio, nem uma conta pro. O que o usuário pode fazer é aumentar o espaço de armazenamento, começando com 20 GB por US$ 5.00; 80 GB por US$ 20.00, chegando a 1 TB por US$ 256.00. Lembrando que esse espaço também será compartilhado com sua caixa de e-mails, além do adicional do backup garantido pelo Google (para contas gratuitas o backup não é garantid0).

Em termos de funcionamento e opções para o compartilhamento, optei pelo Picasa, por conta da integração com toda a plataforma do Google, pela garantia do backup e pelo fato de ser ligeiramente mais barato que o flickr. Além disso, ambas ferramentas possuem versões desktop, ou seja, você pode instalar uma interface para gerenciar as fotos diretamente do seu computador. Neste caso, o Picasa ganhou outro ponto positivo.

Pois bem, você passou horas em frente ao computador organizando as fotos, separando-as em pastas adequadas, com os devidos títulos e quaisquer outras características. Digamos que, além do envio pela Internet para amigos e afins, por meio dos álbuns criados em um dessas ferramentas, você quer presentear a esposa, um namorado, um amigo, a sogra ou quem quer que seja. Você poderá manter as fotos em seu formato digital ou, ainda, em papel.

No caso do formato digital, temos os famosos porta-retratos digitais, que variam de marca, tamanho e, obviamente, preço. Há desde pequenos chaveiros até televisores de 47″ que podem ser usados como porta-retratos. No caso deste último basta um pendrive e uma conexão USB para que aquela televisão de LED se torne um gigante porta-retrato (ótimo para festas). Há ainda, uma opção famosa que consiste na gravação das fotos em uma mídia (como DVD ou blu-ray) para ser vista em diversos reprodutores digitais.

Mas digamos que você queira fazer algo bacana, para sair do padrão de revelação de fotos, tornando a visualização algo realmente monótono. Apresento-lhes, então, os fotolivros. Com nome parecido da rede social, os fotolivros viraram uma febre nos Estados Unidos e chegaram no Brasil há um bom tempo. Conheci por meio de uma amiga que fez uma viagem internacional e resolveu criar o álbum nesse formato. Pesquisei na Internet e vi que há diversos softwares para montar os fotolivros, mas o que me chamou a atenção foi o D-Book. A descrição do programa, por si só, é ótima: “Ele é gratuito, fácil e completo: você pode usar os layouts e templates pré-definidos ou soltar sua criatividade e fazer o Fotolivro® do seu jeito aproveitando as ferramentas, os fundos e molduras oferecidos no software. Com o D-Book® instalado, você pode criar seu Fotolivro® sem estar conectado à internet. Após a montagem do Fotolivro®, basta salvar o arquivo, entrar na loja de sua preferência e enviar para a produção do material. Você pode visualizar uma prévia do material antes de salvá-lo“. Existe uma verdadeira infinidade de lojas que recebem os arquivos gerados pelo D-Book, para posterior impressão e envio ao consumidor – você nem precisa sair de casa!

O mais incrível disso tudo é que você mesmo pode fazer tudo! Bom, claro que a impressão fica por conta da loja, mas você tem total liberdade para criar um álbum como quiser. O software conta com modelos e guias para facilitar o uso até que você esteja completamente familiarizado. Único lembrete: há um mínimo de 20 páginas para que seja possível a impressão de um fotolivro. Em uma viagem com mais de 1.000 fotos pode-se passar fácil das 100 páginas. E para quem pensa no custo, posso dizer que é muito em conta. Se você contratasse alguém ou uma empresa para fazer este trabalho não pagaria menos de R$ 300,00 para tamanha qualidade. Com o software você produz por cerca de R$ 80-120,00, tendo a liberdade de criação a seu favor.

Por fim, depois disso tudo você não pode deixar suas fotos lá, esquecidas dentro do computador. Já fiz dois álbuns com o D-Book e estou partindo para o terceiro. Tenho certeza que muitos familiares e amigos irão adorar a ideia e copiá-la, fazendo com que mais pessoas possam se divertir com as imagens registradas em viagens, festas de aniversário, casamentos e outras mais! Quem sabe você descobre uma nova profissão e um meio de ganhar dinheiro. Basta tentar!

Anúncios

Comente agora mesmo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 22/01/12 por em Viagens e marcado , , , , , , , .
%d blogueiros gostam disto: