DOCES DIVAGAÇÕES

Pensamentos voam e, de repente, pousam aqui.

Ordem do dia: fuja da rotina!

Segunda-feira, início de semana. Você é acordada pelo despertador, sem qualquer indício de animosidade. Sua noite não foi das melhores e você tem a leve sensação de que precisava dormir um pouco mais. Levanta-se, segue em direção ao toalete e constata, ao olhar sua imagem no espelho, suaves marcas de expressão. Para alguns, invisíveis, mas, para você, tremendas rachaduras, cujas fendas se assemelham a cânions profundos, pelos quais poderiam passar as lágrimas que acabaram de aparecer, como se a região dos olhos fosse a própria Garganta do Diabo [link].

Minutos depois, o despertador toca novamente, emitindo um zumbido que somente lhe causa angústia e preocupação. O banho lhe fez relaxar um pouco, mas, ao vestir-se, percebe que a alça do sutiã acabara de arrebentar. Um grito interno, aliado a um ligeiro sentimento de revolta, manifesta o pressentimento do que há por vir: uma semana daquelas!

Quem nunca começou a semana com o pé esquerdo? Acredito que muita gente [eu, inclusive]. O domingo geralmente é um dia triste, pois sabemos que no próximo dia voltamos às atividades normais, como trabalho, colégio, faculdade e afins. E quando temos a execução diária de determinadas atividades surge a rotina. Pela força do hábito, acostumamo-nos a fazer, repetida e diariamente, as mesmas tarefas, às vezes sem se dar conta da importância e/ou relevância destas tarefas em nossas vidas. Em determinado momento, quando a pressão aumenta e a carga de estresse excede seu ponto de equilíbrio o indivíduo atinge o ápice dos seus limites e explode. Muitas vezes, infelizmente, a explosão acaba por afetar [negativamente] o ambiente de trabalho, o relacionamento afetivo com alguém e até mesmo quem não tem a mínima culpa dessa situação: inocentes trabalhadores, tais como padeiros, atendentes de lojas e/ou telefonistas de telemarketing.

É chegado então o momento em que os indivíduos devem retirar um tempo para si e extravasar a tensão, o estresse e todo e qualquer sentimento negativo dentro de si. Mas, primeiro, vejamos a definição deste vocábulo:

extravasar. [De extra- + vaso + -ar².] V.t.d. 1. Derramar, fazer transbordar (um líquido). 2. Fazer que verta ou se derrame em abundância: As provocações extravasaram-lhe a bile. 3. Manifestar de modo impetuoso; expandir; transbordar: Extravasou todo o ódio que sentia. T.i. 4. Sair dos canais naturais; extravasar(-se): O sangue extravasava-lhe das veias. 5. Sair fora dos limites, do espaço de, transbordar; extravasar(-se): Escrevia sem cessar, e as palavras extravasaram das linhas, em desordem. Int. 6. Sair do álveo (o rio); extravasar-se.

Uma vez cientes dos fatos, os indivíduos devem iniciar ações que visem diminuir a carga de estresse adquirida com o passar do tempo, justamente para que não extrapolem quaisquer limites internos e entrem em coma profundo. Desde coisas simples, como andar confortavelmente num parque à tardinha até praticar luta livre são medidas que devem ser avaliadas. Pense em algo que possa aliviar sua tensão, sem fazer disso uma obrigação. É primordial que tenhamos ações de relaxamento como medidas de prazer e, novamente, que não sejam obrigatórias! Qualquer ato praticado de forma obrigatória será incluído na rotina e poderá gerar, a longo prazo, mais estresse.

Uma viagem [nacional ou internacional], sem roteiro definido, é uma ótima forma de sair do ambiente que lhe mantém preso à rotina. Para aqueles que não gostam muito de viagens, há opções como ir a um restaurante desconhecido; visitar um parque de diversões; fazer compras de madrugada; brincar com seus amigos naquele videogame irado; ir a um Museu ou Biblioteca; jogar peteca com os filhos; ir ao cinema e assistir à última sessão de um filme que você nem sabia que estava em cartaz; apreciar a Lua Cheia deitado num gramado de um parque e muitas outras possíveis. A imaginação é o limite – mas seu cartão de crédito não. Reinvente-se sempre, pois a ordem do dia é fugir da rotina.

Anúncios

Comente agora mesmo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 18/05/11 por em Reflexão e marcado , , , , .
%d blogueiros gostam disto: