DOCES DIVAGAÇÕES

Pensamentos voam e, de repente, pousam aqui.

A Casa Infernal

A Casa Infernal[Por mais de vinte anos, a Mansão Belasco permaneceu vazia. Tida como o Monte Everest das casas mal-assombradas, essa construção de aspecto imponente e sinistro testemunhou cenas inconcebíveis de horror e depravação. No passado, duas expedições com o propósito de investigar os segredos que a casa guardava terminaram em assassinatos, suicídios e loucura a seus integrantes. Agora, uma nova investigação tem lugar, levando quatro estranhos ao local interditado, determinados a esquadrinhar a Mansão Belasco em busca de respostas definitivas sobre a vida após a morte. Cada um dos membros da nova equipe tem suas próprias razões para enfrentar os tormentos e tentações indescritíveis da Mansão; mas, será que alguém consegue sobreviver ao mal que espreita na casa mais assombrada do mundo?]

Este texto está na contracapa do livro A Casa Infernal, de Richard Matheson, o mesmo autor de Eu Sou a Lenda. Escrito em 1971, sob o título original Hell House, o livro aborda a expedição realizada por quatro pessoas à Mansão de Emeric Belasco, lacrada há 30 anos desde a passagem pelo último grupo de pessoas que tentaram acabar com a assombração existente na Mansão. Formavam o grupo Lionel Barrett, um físico especializado na área de parapsicologia; sua esposa, Edith, que o auxiliava em todas as missões do marido; Florence Tanner, médium mental muito conhecida e Benjamin Franklin Fischer, com habilidades mediúnicas incríveis.

Barrett, por ser físico, acreditava que quaisquer manifestações do além nada mais eram que fenômenos da natureza, classificáveis pela biologia paranormal. Nada tinha a ver com a real existência de espíritos. Rolf Rudolph Deutsch, um senhor de 87 anos e extremamente rico, comprou a Mansão Belasco e contratou os serviços de Barrett para ir onde a vida além da morte ainda não havia sido refutada. Barrett se opôs, inicialmente, à formação do grupo, pois, além do seu inexistente credo em relação ao sobrenatural, considerava Florence Tanner uma médium espiritualista hiperemotiva e não imaginava que os poderes sensitivos de Benjamin Fischer pudessem ser reutilizados (enquanto criança, Fischer participou do primeiro grupo a ir à Casa Infernal, devido seu alto poder mediúnico, mas aparentemente perdera seus poderes após o ataque ocorrido na Casa, saindo, apenas, com vida).

O grupo teria apenas uma semana para comprovar a ação de forças sobrenaturais na Casa Infernal e trazer provas ao velho Deutsch, que pagaria a quantia de cem mil dólares (o que por volta de 1970 era um valor considerável). Iniciaram a investigação na data de 18 de dezembro de 1970. Uma semana que pareceu, sem sombra de dúvidas, uma eternidade. As manifestações são dignas de um suspense que faz qualquer um pular da cadeira. O autor, ora sutil, ora escancarado, relata todas as ações efetuadas pelo grupo durante o período em que lá permaneceram de forma brilhante. É uma leitura tranquila, sem cortes, sem pausas, permitindo ao leitor visualizar cada cena descrita com o máximo de fidelidade, chegando ao ponto de impressionar e até assustar aquele que segura o livro. Há diversas referências ao Marquês de Sade; aos poema de William Shakespeare e de Harriet Stowe, da Cabana do Pai Tomás; ao Templo de Salomão e à Arca da Aliança; ao episódio bíblico de Daniel na cova dos leões e muitas outras.

E para quem pensou que a estória ficou só nas páginas do livro, engana-se. Em 1973, o britânico John Hough dirigiu o filme The Legend of Hell House (link), com roteiro do próprio Richard Matheson e participação de Pamela Franklin, Roddy McDowall, Clive Revill e Gayle Hunnicutt. Infelizmente as cenas de cunho sexual foram drasticamente cortadas desta produção. Algumas cenas foram parodiadas pelo filme Todo Mundo em Pânico 2 (Scary Movie 2), quando Cindy é atacada por um gato. Em outra cena o personagem Alex faz sexo com um fantasma na casa.

Após edição da Novo Século (link), em 2009, A Casa Infernal garante, certamente, ótimos momentos aos leitores que apreciam o mundo sobrenatural e as estranhas facetas do horror. São apenas 254 páginas que relatam uma experiência única, quase que desejável de nossa participação.

Anúncios

Um comentário em “A Casa Infernal

  1. Pingback: A Lenda da Casa Infernal (The Legend of Hell House, UK, 1973) « Official Movie Gang

Comente agora mesmo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 10/05/11 por em Literatura e marcado , , , , .
%d blogueiros gostam disto: